Posted in:

Aprenda A Escolher O Curso De Fotografia Perfeito

Curso de Fotografia

A sociedade atual vive em um mundo absolutamente comunicativo.

Seja onde estiver, haverá grandes indícios do impacto da comunicação naquele local. Independente da forma que tal situação apareça, é importante ressaltar que a comunicação, sendo uma espécie de quarto poder, tem a força para transformar ideia e criar novas perspectivas para toda uma população.

Uma das maneiras mais populares e utilizadas de comunicação no mundo é a imagética, visto que aprendemos a assemelhar determinadas situação àquela específica imagem.

Para alcançarmos o estado que chegamos, foram necessários anos de estudo e a grande responsável por tamanha evolução no campo da comunicação imagética foi a fotografia.

Anos após sua criação, surgiram diversas escolas que ofereceram curso de fotografia, cada uma com seus diferentes mestres e suas específicas técnicas.

Assim como em todas as áreas de atuação, a fotografia ensina que não há uma única maneira correta de fotografar e a quantidade de grandes profissionais e adeptos da área comprovam isso.

Mas nem sempre foi assim. Se pensarmos no início da fotografia, quando ela era apenas a luz refletindo dentro de uma câmera escura, podemos perceber que no passado o número de técnicas não era tão vasto como atualmente.

Com o passar dos anos, a câmera escura evoluiu – passando por diversas fases – até se tornar uma câmera e depois evoluir para cada uma de suas vertentes, além da criação de diversos equipamentos que transformam a fotografia em uma arte.

Acontece que a fotografia, que nem sempre foi considerada um meio de comunicação, é, antes de tudo, a própria arte. Em um mundo onde a única pintura existente era feita com tinta, descobrir que utilizar a luz para produzir diferentes tons (em preto e branco ou colorido) em uma folha foi o ápice da evolução de uma espécie de arte, que é a pintura.

Famosos pintores da história, antes mesmo da câmera fotográfica surgir, utilizaram as técnicas antigas da fotografia para pintar. Leonardo da Vinci, por exemplo, utilizava a silhueta do objeto formada pela luz para desenvolver suas pinturas.

Então podemos afirmar algumas coisas: a fotografia evoluiu a arte como um todo e, para que isso acontecesse, grandes mestres desta arte foram desenvolvendo suas técnicas e, com o passar do tempo, decidiram passá-las para frente. Juntando isso com o crescente interesse da população até então leiga no assunto, surgiram os cursos de fotografia.

Escolher o curso de fotografia ideal para você é o primeiro passo para se aprimorar neste setor. Seja seu interesse voltado para arte ou para se comunicar, um curso de fotografia pode ser o fator que pode determinar se você será um fotógrafo de sucesso ou não.

Paixão pela fotografia

A primeira lição ensinada sobre a fotografia é que não basta querer ser um fotógrafo; é necessário realmente gostar da área. Em outras palavras, é necessário possuir uma paixão pela fotografia.

Paixão pela fotografia

Para começar, é preciso ter o conhecimento que ser fotógrafo geralmente não oferece o conforto, luxúria, vaidade e verba que aparente.

Para cada um que viaja a trabalho para os lugares mais diferentes do mundo, existem centenas que mal saem da cidade. Para aquele que cobre os eventos locais mais sofisticados possíveis, dezenas de fotógrafos saem nas ruas para fotografar cenas do cotidiano.

Ou então para o fotógrafo especial destinada para uma espécie de cobertura, outros tantos estão nas manifestações arriscando sua integridade física. E para terminar, para cada um que cobra centenas de reais por uma fotografia, existem centenas que recebem apenas o salário de uma empresa para fotografar centenas de imagens por mês.

É bem verdade que realizar um curso de fotografia aumenta as suas chances reais de obter sucesso na profissão.  Mas antes disso, tenha em mente que o principal motivador do fotógrafo é a paixão pela sua área de atuação.

Fotografar é feito de situações negativas e positivas. As negativas foram bem apresentadas e as positivas foram citadas, entretanto há mais do bom em ser fotógrafo.

Por exemplo, presenciar as mais diversas situações é um prêmio para os que ama a profissão. Além disso, o fotógrafo, por muitas vezes estar ligado ao jornalismo (seja em hardnews ou reportagens especiais), está sempre ligado ao mundo como um todo e sabendo de todas as vertentes dos acontecimentos – claro, se o fotógrafo estiver interessado nos assuntos e tiver vontade de obter mais conhecimento.

Diferentemente do que se passa no imaginário popular, o fotógrafo não sai por aí apenas clicando tudo. É necessária uma reunião, seja em forma de um encontro com o cliente ou na decisão de pauta. Após essa parte, um grande planejamento é necessário, onde é decidido todos os detalhes, como o local, equipamentos necessários, entre outros.

Caso o fotógrafo não seja um funcionário de alguma empresa, é preciso também elaborar um contrato, visando obter segurança legal tanto para o contratante quanto para o contratado.

Outros trabalhos que cabem ao fotógrafo, especialmente se ele contratado por job, freela ou autônomo, é realizar a auto-promoção em forma de marketing, selecionar e tratar as imagens escolhidas para o serviço, realizar a entrega e questões administrativas. E claro que tudo isso pode envolver um certo gasto, como viagens, alimentação e compra do material necessário.

Enfim, estão explicados os motivos porque é necessário amar a fotografia para se tornar um fotógrafo profissional. Realizar um curso de fotografia, por sua vez, pode te apresentar em detalhes todas essas situações.

Fotografar é mais do que pegar uma câmera e clicar; é observar além da imagem observada pelos próprios olhos, é passar uma mensagem que não pode ser descrita por palavras. Lembre-se que uma imagem tem o poder de explicar um caso sem a necessidade de uma única palavra.

Fotografar é uma profissão, mas antes disso ela é comunicação. E mais que isso: é a arte da fotografia.

Curso livre ou faculdade de fotografia?

Realizar uma faculdade ou curso de fotografia pode ser um grande suspiro para quem pretende se especializar na área. Em outras palavras, aprender com um professor é ter a chance de ter seu conhecimento transmitido de uma forma didática, tanto teórica como prática.

Curso de Fotografia

Não que estudar por conta própria não seja uma opção, pelo contrário, é mais do que necessário para se aperfeiçoar. Além disso, o estudo pessoal unido a um curso de fotografia é um excelente meio para aumentar o aprendizado em um menor tempo.

Mas faculdades e cursos de fotografia possuem uma grande diferença. Não há um que seja considerado melhor do que o outro; isso depende de suas preferências na hora do aprendizado.

As faculdades de fotografia são destinadas para aqueles que, além de desejarem aprender a fotografar, querem entender um pouco mais das técnicas, da história da fotografia, das teorias em geral. Além disso, cursar uma faculdade lhe garante um diploma que, por sua vez, pode garantir um melhor nome dentro da profissão.

As faculdades, além de oferecerem uma grade curricular completa (completa, não melhor), te ajuda a ter contatos com o mundo profissional. O diploma, por sua vez, é exigido por alguns contratantes. Se ele não é obrigatório, pode ser considerado um diferencial na profissão. Isso acontece porque a fotografia não ser uma profissão regulamentada, então existem associações independentes. Mesmo assim, é possível atuar sem o diploma.

Aprender por aprender é possível também com os cursos, visto que os diferenciais de uma faculdade são pelos motivos citados acima.

A realização de um curso de fotografia pode ensinar a mesma prática do que uma faculdade. Um curso presencial indicado é o do SENAC, que além de ser um dos melhores possui preços acessíveis a todos os interessados.

Outros meios de realizar um curso de fotografia, além dos presenciais, é fazer um online. Apostilas, vídeo-aulas, tutoriais, além do ensino de técnicas e práticas estão disponíveis nos cursos de fotografia online.

Uma maneira de encontrar um é uma pesquisa rápida no Google, onde os cursos e suas avaliações estão disponíveis para todos.

Neste caso, a diferença é a não-presença de um professor da área. Apesar de não possuir essa ligação direta com um profissional, o que pode ajudar a tirar dúvidas de imediato, os cursos online formam muitos fotógrafos e os qualificam a atuar nos mais diversos locais.

Cursos de fotografia particulares também são de grande ajuda. O problema é que geralmente o preço é mais elevado. Mas é garantido um aprendizado mais rápido.

Como dito antes, nenhum desses cursos é melhor do que o outro. A didática de cada um deles serve para a expectativa que cada pessoa possui sobre a fotografia.

Para finalizar, existem também grupos em redes sociais, como Flickr e Facebook, que são ótimos centro de discussão que ajudam no aprendizado, além de sempre possuir dicas que ajudam o fotógrafo a crescer profissionalmente.

É possível aprender fotografia por conta própria?

Um dos maiores obstáculos encontrados por aqueles que pretendem fazer um curso de fotografia é o investimento necessário.

Primeiramente, é bom saber que, com ou sem curso, o gasto para iniciar uma carreira como fotógrafo é caro, visto que os equipamentos não são nada baratos. Mas sobre deixar de fazer o curso e mesmo assim aprender, é possível.

As técnicas de fotografia podem ser aprendidas a partir do aprendizado por conta própria.

Bom ressaltar que sem uma faculdade e curso de fotografia algumas dificuldades podem aparecer, pois não haverá nenhum professor disponível para sanar suas dúvidas de imediato.

Entretanto isso não é o que lhe impedirá de alcançar seu objetivo. Para aprender por conta própria, porém, é ter mais força de vontade e estar sempre se automotivando. Isso poder ser o diferencial.

Aula de Fotografia Online

Para início de conversa, a dica mais importante é a leitura do manual de sua câmera fotográfica. Nos manuais do equipamento contém tanta informação quando um workshop básico de fotografia.

O manual não mostra apenas como é o funcionamento da câmera; detalha o que é cada função, para que serve e como utilizar.

Digamos que não seria de muita ajuda falar o que é obturador ou o diafragma sem explicar o porque de ser necessário e como aprender a manusear cada parte de sua câmera fotográfica.

A internet, por sua vez, é um compilado das melhores e piores informações disponíveis. Por isso é importante visitar os sites com boas avaliações.

Tutoriais não são difíceis de encontrar, especialmente no Youtube, onde pessoas com conhecimento da área ensinam um passo-a-passo de como fazer determinada coisa.

Além disso, existem muitas vídeo-aulas disponíveis e gratuitas. Com elas o aprendizado se assemelha mais a um modo didático, facilitando, por vezes, a absorção das informações.

Partindo do princípio que o básico da fotografia não se altera, ler livros de fotografia, mesmo que antigos, é de excelente ajuda para o aprendizado. Em sebos é possível encontrar livros que tem como intuito ensinar a fotografar por preços absolutamente abaixo do mercado. Aliás, algumas informações disponíveis são as mesmas presentes em cursos de fotografia. Caso tenha interesse, nos livros há muito mais do que as técnicas de fotografia: há teorias, história, manuais, teses, tutoriais e por aí vai.

Mas de nada adiante se sabe na teoria, mas não coloca em prática o aprendizado.

O mais segredo é praticar e experimentar. Não tenha medo de realizar testes e de publicar suas fotos, pois pessoas comuns podem avaliá-las com um simples like no Facebook ou em outra rede social.

O segredo é persistir que com a prática – e consequentemente seus erros – vem a evolução.

Se tiver algum contato, tente arranjar um emprego na área de fotografia. Mesmo que para coisas simples ou para a pós-produção, isso porque o melhor aprendizado é o trabalho. De pouco adianta saber, querer se profissionalizar e não conseguir atuar na área.

Um método que garante um excelente aprendizado é ser assistente de algum fotógrafo profissional. Não digo que é fácil conseguir esse cargo, mas se há uma chance de trabalhar nesta função para alguém, não perca a oportunidade.

A observação não pode ser o método mais divertido, mas é um dos mais eficientes. Lembrando que trabalhar, além de ser um primeiro passo, garante contatos – tanto como potenciais clientes, como parcerias de serviço.

Vale a pena fazer workshop de fotografia?

Aprender por conta própria, como vimos, é possível, mas as vezes sentimos falta de ter uma pessoa nos explicando pessoalmente como é que funciona cada parte do processo do assunto.

workshop de fotografia

Dependendo da situação, vale a pena investir em um ou dois workshops de fotografia para sanar algumas questões que, na prática, livros ou tutoriais não conseguem fazer.

Mas tenha cuidado: se o valor cobrado por workshop for muito elevado, realmente vale a pena? Na verdade, um valor aceitável para um workshop, por melhor que seja o palestrante, é por volta de R$ 200.

Se for mais caro que isso, em questões financeiras é mais viável investir no seu equipamento ou em uma parcela de um bom curso de fotografia profissionalizante, que lecionará por muito mais dias.

Há quem diga também que workshops caros não vale a pena. E não pelo dinheiro, mas sim porque o palestrante caro geralmente está mais interessado em seu lucro pessoal ao invés de possuir vontade de ensinar os adeptos da fotografia.

É dito isso porque com R$ 200, além de ser possível organizar um belo evento, possibilita ao organizador – ou o profissional – lucrar bastante e de maneira mais honesta

Oficinas de fotografia também são uma ótima saída para quem acha necessário um aprendizado mais direto e acompanhando de um profissional da área.

Em ambos os casos, só vale a pena investir se for um preço justo. Vale muito mais a pena investir em material ou em curso do que pagar R$ 400 para um único dia de aulas.

Conclusão

Fotografar é mais do que clicar objetos, pessoas, imagens ou paisagens; é uma arte que começou há mais de um século e perdura até hoje.

A arte de fotografar possibilita ao fotógrafo – e ao seu cliente – a abertura de novos campos, seja no profissional ou no pessoal.

Se realmente planeja seguir a vida a como um profissional da área, é muito importante que aprimore as suas técnicas da maneira mais viável a você.

Seja aprendendo por conta própria, com cursos, faculdades, leituras ou workshops, o estudo é o único caminho para conseguir alcançar seu objetivo.

A paixão pela fotografia deve estar antes de tudo, até mesmo de seu comprometimento.

Ser um profissional de fotografia é uma árdua tarefa que só quem realmente ama aguenta passar pelas mais difíceis situações e perrengues do cotidiano.

Ou acreditam que fotógrafos se arriscam em manifestação, como levar um tiro de borracha no olho, apenas porque estão trabalhando?

Por isso reafirmo: não tente entrar em uma área de atuação que exige tanto, financeiramente, fisicamente e psicologicamente, e pode não te garantir o conforto profissional que espera.

Por isso dizemos que há áreas que apenas o amor pela profissão e a vontade de aprender e se desenvolver cada vez mais podem explicar.

E não temos nenhuma dúvida que essa lista de profissões pode ser encabeçada pela fotografia, que um setor é tão importante para a população pelo seu poder não apenas de entreter como de informar.

Escrito por Equipe Fotografia Mais

Equipe de Fotógrafos, redatores e designers responsáveis por conteúdos exclusivos e de alta qualidade sobre fotografia para o mercado brasileiro.

54 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Quero ser cadastrado na LISTA VIP