Posted in:

Como abrir uma empresa de fotografia

Como abrir uma empresa

Se você é um fotógrafo iniciante, é preciso se profissionalizar antes de entrar no mercado. Afinal, se o seu cliente perguntar se você emite nota fiscal, a resposta precisa ser óbvia: SIM. Saiba então alguns passos importantes que você precisa tomar e aprenda como abrir uma empresa de fotografia.

Você tem perfil empreendedor?

Antes de saber como abrir uma empresa de fotografia, o mais importante para sua escolha é ter certeza de que você tenha um perfil empreendedor. Alguns já tem essa certeza, e outros a desenvolvem com o passar do tempo. Se você ainda está na dúvida, veja o que o psicólogo David McClelland diz em uma pesquisa realizada sobre as características de um empreendedor.

  • Pensamento criativo para converter uma ideia sobre a criação de uma empresa até o momento de sua implementação de fato.
  • Eficiência administrativa: um empreendedor é considerado também um gerente de sua empresa. Por isso ele deve desenvolver essa habilidade.
  • Iniciativa é o requisito básico para um bom empreendedor. Com essa qualidade, ele dá início a uma empresa, reconhece os benefícios das oportunidades disponíveis no mercado e é seguido pelos outros (concorrentes).
  • Capacidade de previsão, que consiste em prever e analisar as oportunidades. Com essa capacidade, ele pode aceitar novos desafios e minimizar o elemento do risco.
  • Conhecimento técnico do produto/serviço.
  • Para nós a dica mais valiosa é: você precisa ter estômago para trabalhar para você mesmo. Como abrir uma empresa se você não está disposto a trabalhar muito mais e faturar menos no começo?

Como abrir uma empresa de fotografia? Qual caminho seguir?

MEI PARA FOTÓGRAFOS

Acreditamos que a alternativa mais rápida e prática para quem está começando agora é se tornar um Micro Empreendedor Individual, que é uma pessoa que trabalha por conta própria e tem a possibilidade agora de se legalizar como um pequeno empresário.

Para ser um MEI, o faturamento máximo anual deve ser de R$ 60.000,00, ou seja, uma média de R$ 5.000,00 por mês. E a notícia boa é que a atividade de fotógrafo se enquadra no MEI! Mas lembre-se de que você não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular.

Após o cadastramento no Portal do Empreendedor do Governo, você terá um CNPJ, que facilitará abertura de conta bancaria, pedido de empréstimos e emissão de notas fiscais.

De acordo com o Portal, o MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isentos de tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). O micro empreendedor na área de serviços (que é o seu caso como fotógrafo) irá pagar o valor fixo que é sempre atualizado proporcionalmente de acordo com o salário mínimo. Atualmente gira em torno de R$ 42 reais por mês.

Se você não sabia como abrir uma empresa de fotografia, agora já descobriu que o MEI é uma grande vantagem! Mas lembre-se que o faturamento não pode ultrapassar os R$ 60 mil/ano.

Ainda está com dúvidas? Não se preocupe. Preparei um passo a passo para quem quer se tornar um fotógrafo Micro Empreendedor Individual. Leia em MEI para fotógrafos.

EMPRESÁRIO INDIVUAL

Segundo o Portal do Empreendedor, para abertura, registro e legalização do empresário individual, é necessário registro na Junta Comercial e, em função da natureza das atividades constantes do objeto social, inscrições em outros órgãos, como Receita Federal (CNPJ), Secretaria de Fazenda do Estado (inscrição estadual e ICMS) e Prefeitura Municipal (concessão do alvará de funcionamento e autorização de órgãos responsáveis pela saúde, segurança pública, meio ambiente e outros, conforme a natureza da atividade).

O Empresário poderá se enquadrar como Microempresa* (ME) ou Empresa de Pequeno Porte* (EPP).

SOCIEDADE LIMITADA

Sociedade limitada é aquela que realiza atividade empresarial, formada por dois ou mais sócios que contribuem com moeda ou bens avaliáveis em dinheiro para formação do capital social. A responsabilidade dos sócios é restrita ao valor do capital social, porém respondem solidariamente pela integralização da totalidade do capital, ou seja, cada sócio tem obrigação com a sua parte no capital social, no entanto poderá ser chamado a integralizar as quotas dos sócios que deixaram de integralizá-las.

Mais informações sobre como funcionam a Microempresa e a Empresa de Pequeno Porte, consulte o site da Receita.

É importante deixar claro que existem também outras naturezas jurídicas. Mas como pretendemos dar um apanhado geral, se você ainda tiver dúvidas sobre como abrir uma empresa (e acreditamos que terá), sugerimos entrar no site da Receita e no Portal do Empreendedor.

Pronto. Agora que você já leu sobre como abrir uma empresa de fotografia nos aspectos legais e tributários, é preciso estabelecer qual é o objetivo do seu negócio. Qual serviço você irá prestar? Quem serão seus clientes? Qual expectativa de faturamento ao ano?

É por isso que agora vamos te instruir sobre como criar um Modelo de Negócio para fotógrafos. Você irá aprender como calcular os custos fixos e variáveis, qual percentual de lucro quer atingir, como conhecer e segmentar o seu público alvo, etc

Importante: se você quiser saber mais detalhes sobre como abrir uma empresa de fotografia, procure um contador! Ele poderá te instruir de acordo com a sua necessidade. Precisamos evitar quaisquer tipos de erros no que diz respeito à tributação e pagamentos de impostos.

Rafael, do Fotografia Mais

 

Escrito por Equipe Fotografia Mais

Equipe de Fotógrafos, redatores e designers responsáveis por conteúdos exclusivos e de alta qualidade sobre fotografia para o mercado brasileiro.

110 posts

2 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Quero ser cadastrado na LISTA VIP