Posted in:

Modelo de negócio para fotógrafos

Modelo de Negócio para fotógrafos

De acordo com Alexander Osterwalder, autor do Best Seller Business Model Generation (recomendo o livro!), um modelo de negócio descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização.

Alexander criou o Business Model Canvas, que é uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelo de negócio para empresas novas ou já existentes no mercado. É um mapa visual muito interessante contendo nove blocos. Vamos falar um pouco sobre eles para você entender como criar um modelo de negócio para a sua empresa.

1 Modelo de Negócio para fotógrafos: Segmentos de clientes

Define os diferentes grupos de pessoas ou organizações que uma empresa busca alcançar e servir. Para quem estamos criando valor? Quem são nossos consumidores mais importantes? Definir seu público alvo é fundamental!

2. Proposta de valor

O modelo de negócio precisa descrever o pacote de produtos e serviços que criam valor para o segmento de clientes que você escolheu atender.

Qual valor entregamos ao cliente? Qual problema estamos ajudando a resolver? Quais necessidades estamos satisfazendo?

Exemplo: personalização no atendimento, preço abaixo da concorrência, redução de risco para o cliente (se o fotógrafo é mais experiente), qualidade do trabalho.

3. Canais

Descreve como a empresa se comunica e alcança seus segmentos de clientes para entregar uma proposta de valor. Servem para ampliar o conhecimento do público alvo sobre os seus produtos e serviços. Através de quais canais nossos clientes querem ser contatados? Como os alcançamos? Qual canal funciona melhor?

Exemplo: site, blog, vendedores (caso o estúdio decida criar uma estrutura Comercial).

É importante avaliar os momentos de contato com o cliente, e quais canais serão utilizados para cada momento.

Como os clientes ficam conhecendo seu serviço à como vão entender o valor que você oferece à como vão comprar o serviço à como vamos entregar à como será o serviço de pós-venda.

4.Relacionamento com Clientes

Descreve os tipos de relação que uma empresa estabelece com segmentos de clientes específicos. Pode ser guiado pelos seguintes objetivos: conquista do cliente; retenção do cliente; ampliação de vendas.

Exemplo: no caso da fotografia, acreditamos que o principal relacionamento é a assistência pessoal, que é baseada na interação entre o fotógrafo e o cliente. Outro exemplo de relacionamento pode ser a criação de comunidades para facilitar as conexões com clientes atuais e potenciais, como por exemplo página no facebook, blog, etc.

5. Fontes de receita

Representa o dinheiro que a empresa gera com cada cliente. Que valor cada segmento está disposto a pagar? Como pagam? Como prefeririam pagar? O quanto cada fonte de receita contribui para o total da receita?

Quando falarmos especificamente de Estrutura de Custos, no item 9, trataremos desse assunto novamente para que você entenda como precificar seu produto. Um bom Plano de Negócio para fotógrafos precisa ter a estrutura de custos muito bem feita. Por enquanto determine quais serão suas fontes de receita e formas de pagamento.

6. Recursos principais

Descreve quais são os recursos que você precisa para abrir a empresa. Podem ser físicos, financeiros, intelectuais ou humanos. Esse levantamento é importante para se avaliar o quanto é necessário para o investimento inicial do negócio. E se você já tem mais de tempo de profissão, é importante também para que você saiba o quanto investiu até agora. O Plano de Negócio para fotógrafos precisa ter esses recursos muito bem descritos. Afinal de contas, todo empresário quer saber se ele terá retorno financeiro em cima do que já foi investido.

7. Atividades chave

Ações mais importantes da empresa.

Exemplo: fornecimento de serviço (fotografia) para casamento, gestante e newborn.

8. Parcerias principais

Rede de fornecedores e parceiros que põem o modelo de negócios para funcionar. Quem são os principais parceiros? E fornecedores?

Exemplo: empresa de produção de álbum, de filmagem, brindes; cerimoniais.

9. Estrutura de custo de um modelo de negócios

Relaciona todos os custos envolvidos na operação.

Exemplo:

Custos fixos: água, luz, telefone, internet, aluguel do estúdio, serviços de limpeza, IPTU e depreciação de equipamentos.

Custos variáveis: segundo fotógrafo, assistente.

Uma vez estabelecidos seus custos fixos e variáveis, é fundamental que sua Receita seja maior do que sua estrutura de custos.

 

Se você tem dúvidas sobre como calcular os custos e precificar seu trabalho, leia mais em quanto cobrar na fotografia.

Esperamos que essas informações tenham te ajudado a criar um Modelo de Negócio. Agora é hora de aprender como criar um Plano de Marketing para fotógrafos e segmentar seu público alvo. Qualquer dúvida deixe um comentário.

Escrito por Equipe Fotografia Mais

Equipe de Fotógrafos, redatores e designers responsáveis por conteúdos exclusivos e de alta qualidade sobre fotografia para o mercado brasileiro.

161 posts

2 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *