Posted in:

Introdução à Fotografia: Guia Completo para Iniciantes na Arte da Fotografia

introdução a fotografia

Introdução à fotografia: um guia para todos que querem começar, mas não sabem por onde começar.

Se você sempre quis aprender fotografia, está fazendo um curso ou vai fazer e quer simplesmente entender como a prática funciona, este artigo vai te ajudar.

O melhor jeito de aprender a fotografar continua sendo através de muita prática e dedicação.

Entretanto, este artigo vai te dizer tudo que você precisa saber sobre os fundamentos básicos e principais recursos da sua câmera para você criar cliques incríveis.

Pronto para uma aula de introdução à fotografia? Então continue lendo!

Índice

  1. Introdução à fotografia: o que você precisa aprender
  2. Cursos de introdução à fotografia
  3. Princípios básicos da fotografia: uma visão geral
  4. Dicas para fotografar melhor
  5. Livros e outros materiais que vão ajudar você a se tornar um fotógrafo melhor
  6. Conclusão

Introdução à fotografia: o que você precisa aprender

introdução a fotografia dicas

Para fazer sua introdução à fotografia, você precisa tomar três passos iniciais: entender as funções da sua câmera, praticar sua disciplina e buscar muitas referências.

A fotografia tem diversos nichos, alguns muito específicos, que precisarão de mais estudo.

Por outro lado, também existem diversas especialidades em que, com muita prática, você pode se aperfeiçoar e conseguir bons resultados.

Não é necessariamente um curso, uma faculdade ou equipamento caríssimo que vai te transformar num bom fotógrafo. E sim, uma união equilibrada de todos esses conceitos, com uma pitada generosa de dedicação.

Agora que você já sabe disso, chegou a hora de se perguntar: vale a pena fazer uma faculdade ou curso de fotografia?

Vale a pena fazer uma faculdade ou curso de fotografia?

Existem diversos cursos de introdução à fotografia, de várias instituições e diversos formatos (à distância, presenciais, etc).

Para decidir entre um curso livre ou uma faculdade de fotografia, você deve pensar no seu objetivo principal.

Se você quer dar aula de fotografia ou se interessa pelo meio acadêmico e quer conhecer aspectos mais aprofundados dessa arte, pode ser interessante fazer uma faculdade.

A maior oferta de cursos de fotografia em faculdade são tecnólogos, com 2 anos de duração. Por meio deles, você vai aprender muito mais teoria que a prática.

Isso significa aprender sobre História da Arte e Comunicação Visual, que é o título que o curso costuma receber nas instituições. Nele, são ensinados diversos aspectos de design e algumas matérias do meio acadêmico.

Se o seu objetivo é simplesmente aprender a fazer bons cliques e você não quer toda essa carga teórica no seu aprendizado, um curso livre pode ser o ideal.

Uma grande vantagem dos cursos livres é o foco nas coisas que você quer aprender, ou seja, na parte prática da fotografia.

Se você quer aprender a fotografar alimentos, por exemplo, a faculdade vai te dar um conhecimento muito teórico sobre o assunto.

Entretanto, um curso ou workshop pode te ensinar verdadeiras técnicas especializadas para que você conquiste seu objetivo.

Resumindo: vale a pena fazer cursos, workshops e até uma faculdade, mas, tudo depende do seu objetivo na fotografia.

Como está o mercado da fotografia profissional?

Para que você entenda o que é o mercado profissional da fotografia, é preciso compreender que contratar um fotógrafo é considerado como um artigo de luxo entre outros tipos de consumo.

Existem diversas pessoas que têm uma câmera DSLR acham que podem cobrir eventos ou fazer ensaios. Essas pessoas costumam cobrar barato e o trabalho costuma não ser tão bom.

A verdade é que o mercado está saturado desses falsos profissionais. Para conseguir o seu espaço, independente do nicho que você escolher, é essencial que você seja bom e comprometido com o que faz.

Quanto melhor você for no nicho que escolheu, mais caro você poderá cobrar e mais clientes você terá, já que eles saberão que estão pagando por um trabalho de alta qualidade.

A fotografia sempre tem mercado, mas apenas para os bons fotógrafos.

Cursos de introdução à fotografia

introdução a fotografia cursos

Se você está procurando um bom curso de introdução à fotografia, saiba que existem diversos deles, tanto presenciais quanto à distância.

Se você prefere cursos presenciais, o Senac possui escolas espalhadas pelo Brasil inteiro e oferece cursos de arte e comunicação, incluindo diversas áreas da fotografia.

Em algumas unidades você pode encontrar cursos de introdução à fotografia digital e até bacharelado de fotografia. Além disso, existem cursos livros focados em iluminação e edição no Photoshop.

Cursos de introdução à fotografia online

A internet está cheia de cursos que podem te ajudar na introdução à fotografia. Entretanto, isso não quer dizer que todos esses conteúdos sejam gratuitos.

No site eduK, existe uma categoria inteira dedicada à fotografia com diversos cursos específicos que podem te ajudar a aprimorar suas técnicas.

Assinando o plano você tem acesso a todos os cursos da plataforma. Vale a pena testar a plataforma por 7 dias grátis e ver se tem algo que possa te ajudar.

A Fundação Bradesco também oferece um curso gratuito de introdução à fotografia digital, basta se cadastrar, se matricular e concluir o curso em até 30 dias.

Princípios básicos da fotografia: uma visão geral

introdução à fotografia basico

Chegou a hora de fazer sua introdução à fotografia de uma vez por todas. Conheça os princípios fundamentais da prática e entenda quais devem ser seus primeiros passos nessa jornada de novos conhecimentos!

Aprendendo sobre sua câmera

O primeiro passo para se tornar um fotógrafo é conhecer bem a sua câmera. O equipamento é um dos fatores essenciais que formam um bom profissional.

A fotografia é como se fosse um desenho feito com luz. Por isso, você vai aprender agora como cada parte da sua câmera interage com esse elemento.

Um resumo rápido:

  • O obturador é responsável pelo intervalo de tempo em que a luz será capturada pelo sensor da câmera;
  • Diafragma também é responsável pela quantidade de luz;
  • Objetiva é a lente da câmera;
  • ISO é a sensibilidade da câmera à luz.

Agora, vamos entender melhor como cada um desses ajustes funciona e como eles podem transformar seu modo de fotografar!

Obturador

O obturador é como se fosse a “cortina” da lente. Quando você faz um clique, perceba que essa “cortina” fecha a entrada de luz e sua foto fica salva.

A velocidade do obturador determina quanto tempo a “cortina” ficará aberta para capturar luz e ela pode ser regulada no modo manual da câmera.

Quanto mais tempo o obturador ficar aberto, mais clara será sua imagem. Ao mesmo tempo, quanto mais tempo ele ficar aberto, maior é a chance de suas fotos ficarem borradas.

Diafragma

O diafragma é a abertura da sua lente, ou seja, é o que define a quantidade de luz que vai entrar na sua câmera.

Entretanto, a regra do diafragma é: quanto maior for o número da abertura, menos luz é capturada pelo sensor. Sendo assim, uma abertura f/22, por exemplo, oferecerá uma quantidade menor de luz para a imagem.

Por isso, os fotógrafos preferem dar prioridade às lentes mais claras, como as de abertura f/1.8.

Objetiva

É a lente que será acoplada ao corpo da câmera. Existem diversos tipos de objetivas e cada uma delas dá um efeito completamente diferente à foto.

Quanto maior for a distância focal da sua objetiva, menor será o seu campo de visão. Ao mesmo tempo, lentes com grande distância focal conseguem captar mais detalhes de objetos menores.

Uma lente de 50mm, por exemplo, mostrará menos coisas que uma de 14mm.

Fotometria

No visor da sua câmera, você encontrará uma “régua” que vai de -2 a 2+. Essa “régua” indica se a sua foto está, respectivamente, subexposta ou superexposta à luz.

Para que a luz da foto seja a mesma do momento ideal, é recomendado que a barra deve fique no 0. Entretanto, em alguns casos, como em um dia de sol forte, a câmera pode se enganar.

Verifique a foto no visor da câmera, mesmo depois de conferir a fotometria para garantir que está com a luz da forma que atende suas expectativas.

ISO

O ISO é a sensibilidade da sua câmera à luz.

Quanto mais baixo você conseguir deixar o ISO na sua câmera, melhor será a qualidade da sua foto.

O ISO acima de 800 começa a gerar ruídos na imagem, lembrando aqueles grãos que se viam nas fotografias analógicas.

Sendo assim, é interessante investir em outros ajustes como a velocidade do obturador e abertura do diafragma para trazer mais luz à imagem. Desta forma, a qualidade é mantida.

Aprendendo os princípios da fotografia

Agora que você já aprendeu como a sua câmera funciona, finalmente chegou a hora de clicar!

Conheça alguns princípios práticos que vão servir de base para a sua introdução à fotografia.

Composição

Existem várias regras de composição na fotografia, todas elas possuem o objetivo de tornar a imagem mais atrativa aos olhos do público, dando destaque ao objeto principal da foto.

Uma das mais famosas é a regra dos terços. Na regra dos terços, o objetivo é que o motivo principal da sua foto fique no sentido de leitura, no lado direito, para que ele gere um impacto no espectador primeiramente.

Foco e nitidez

Ao contrário do que geralmente acontece com as câmeras compactas ou de celular, em que a foto inteira fica focada, com as objetivas mais claras, você poderá gerar desfoques na sua imagem.

Você pode usar isso de maneira artística, com mais foco e nitidez no que você quer dar destaque. Por outro lado, você pode aumentar essa abertura para deixar a imagem inteira focada.

Iluminação

Você pode usar diversos tipos de iluminações nas suas fotografias. Luz natural, principalmente em dias ensolarados ou durante a hora dourada. Luz artificial, com flashes ou lâmpadas.

A iluminação da sua imagem pode fazer toda a diferença no sentimento que você quer passar com o seu registro. Por exemplo, luzes mais difusas e naturais, costumam passar um tom mais natural à fotografia.

Olhar artístico: O que é e como desenvolver

O olhar artístico é conseguir transformar uma cena comum em arte. Ver coisas normais sob outro ângulo ou até mostrar o que não pode ser visto.

A arte na fotografia pode ser toda e qualquer imagem que nos faça sentir alguma coisa.

Você pode colocar dez fotógrafos no mesmo ambiente e, mesmo assim, cada um deles fotografará o local de formas diferentes.

O melhor jeito de adquirir esse olhar artístico é sair com a sua câmera e procurar uma cena que te faça sentir alguma coisa e fazer um registro disso.

Às vezes você pode fazer isso mudando o ângulo, mais longe ou mais perto. O mais importante é praticar. E, se você sentir que não está conseguindo, busque referências. Veja o trabalho de outros fotógrafos e se inspire.

Dicas para fotografar melhor

introdução a fotografia dicas

Para terminar essa aula de introdução à fotografia só falta isso: dicas para fotografar melhor. Confira bons truques que devem fazer parte do repertório de todo fotógrafo, tanto amador quanto profissional!

1. Treine muito

O ditado “a prática leva à perfeição” não existe por acaso. Mesmo que você leia e estude muito, você só vai conseguir se tornar um bom fotógrafo se praticar.

Pegue sua câmera, faça fotos de amigos, da rua, dos objetos da sua casa… O mais importante é não parar de treinar.

2. Estude o trabalho de outros fotógrafos

Ao longo dessa aula de introdução à fotografia falamos diversas vezes sobre a importância das referências.

Estudar trabalhos de outros fotógrafos é exatamente isso. Pesquise, conheça. Talvez você veja algo que não tivesse imaginado que era possível fazer.

Por meio da mistura de referências, você acaba criando seu próprio estilo de fotografia!

3. Não tenha medo de errar

Jamais deixe de fazer uma foto com medo de ela não ficar boa! A dica número um dessa introdução à fotografia foi praticar, não é?

Sendo assim, se a foto não ficar como você quer, faça de novo e de novo. Estude as suas técnicas e procure entender qual foi seu erro por meio das tentativas. O essencial é persistir.

4. Conheça seu equipamento

Quando você é um fotógrafo iniciante, é natural que o seu equipamento tenha limitações. Entretanto, você precisa saber quais são elas para encontrar uma solução dentro do seu alcance.

Por exemplo, o ISO acima de 800 deixa as fotos com muito ruído, reduzindo a qualidade do material. Como resolver? Acrescentando luz à cena com acessórios ou ajustando outras configurações da câmera.

Além disso, é importante que você só ofereça seus serviços se sabe que vai conseguir entregar um registro de qualidade.

5. Sempre estude novas técnicas

A fotografia está sempre se atualizando e, com isso, novas técnicas estão sempre surgindo.

Fique atento às novidades, principalmente quando forem relacionadas ao nicho que você quer fazer parte.

Você pode fazer isso seguindo canais de fotografia no YouTube ou participando de fóruns e grupos de discussão na internet.

6. Conheça a história da fotografia

Desde a invenção da câmera analógica, muitos fotógrafos marcaram a história e criaram imagens incríveis.

Por que não conhecer esses trabalhos e ver como isso poderia ser aplicado hoje em dia? Por que não usar referências da História da Fotografia?

Coloque isso no seu roteiro de estudos, temos certeza que você encontrará referências únicas para a sua introdução à fotografia.

Livros e outros materiais que vão ajudar você a se tornar um fotógrafo melhor

introdução a fotografia livros

Um livro muito bom para quem está começando a fotografar é O Novo Manual de Fotografia, de John Hedgecoe.

Esse livro passa por vários aspectos da fotografia analógica e, na nova edição da obra, chega até as digitais.

O livro Gênesis, de Sebastião Salgado, também é ótimo para quem está pesquisando referências. Sebastião Salgado é um dos fotógrafos brasileiros mais famosos no mundo e tem um trabalho incrível que vale a pena conhecer.

Caso você prefira ler artigos mais curtos para resolver dúvidas pontuais, temos alguns artigos que podem resolver suas dúvidas mais comuns, principalmente durante a fase de introdução à fotografia:

Conclusão

Por fim, você aprendeu alguns aspectos básicos para a sua introdução à fotografia e está pronto para desbravar os grandes conhecimentos sobre esta arte.

O mais importante é saber que você terá que estudar e praticar bastante para se tornar um bom fotógrafo, independente do nicho que escolher profissionalmente.

Se você gostou deste artigo, veja alguns outros que podem te interessar:

E você, já está praticando seu olhar artístico e fazendo imagens incríveis com a sua câmera? Se tem alguma dica ou ficou com alguma dúvida, não se esqueça de nos deixar um comentário!

Escrito por Equipe Fotografia Mais

Equipe de Fotógrafos, redatores e designers responsáveis por conteúdos exclusivos e de alta qualidade sobre fotografia para o mercado brasileiro.

190 posts

One Comment

Leave a Reply
  1. Oi,Tudo bom?
    Eu estou estudando na matéria de Introdução à Fotografia e está falando sobre essas coisas como os números que
    representam pelo diafragma e tudo isso,eu
    aprendo na faculdade de Jornalismo e comunicação e essas coisas mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *